31 July 2012

Eu Lia Capricho

Comprei essa edição de Dia dos Namorados em 1994
Então que agora vou perder totalmente minha moral se é que me resta alguma com vcs, leitores: eu lia, sim, a Capricho. Sério. E me achava A INFORMADA pq lia Capricho e Atrevida e Querida e Carícia. De todas, a Capricho era a mais cara, e mais recheada de coisas. O mais legal era que todas as capas tinham um "título" que acompanhava a revista toda, e vc comprava meio que já sabendo como seria a edição do mês. sei lá se hoje em dia ainda é assim, mas quando eu era criança pequena aqui em Curitiba comprava, era.

Algumas coisas eu adorava na Capricho (e que não tinham na Atrevida): famosões do universo teen eram colunistas mensais da revista. A primeira vez que eu li Capricho foi antes dos meus 10 anos, o colunista era o Léo Jaime, e acho que já falei aqui no blog que ele colocou, certa vez numa coluna, que em época de férias era como se saísse um exército pelas ruas, dizendo "eu tenho que ser feliz, eu tenho que ser feliz". Daí, quando eu finalmente passei a comprar Capricho "na época certa", o colunista da vez era o Zeca Camargo, que ainda trabalhava na MTV e era CHEFE do Márcio Garcia (!), e os dois trabalhavam no MTV Sports... Engraçado eu lembrar desse fato em específico: lembro do Zeca reclamando que nunca mais queria fazer passeio de lancha com o Márcio, pq ficava levando caldo dele e o Márcio Garcia (cabeludão naquela época) falando "chefinho, eu quero um aumento!".

Pq eu estou postando isso? Pq lá no blog do Loucas por Esmaltes, as meninas postaram swatches da coleção de esmaltes da Capricho, que foram lançados recentemente. E, claro, rolou um revival pra muitas, que falaram que liam, talz. E aí eu me lembrei de um fato que, ao mesmo tempo que é fofo, é também queima filme total.

Sim, eu "fazia agenda" - e se deixar, faço até hoje!
Era senso comum que adolescentes compravam agendas e decoravam a seu bel-prazer, pois as páginas das agendas não eram sempre decoradérrimas e descoladérrimas como as que vejo hoje em dia, por aí. O jeito era pegar a sua revista não tão favorita, recortar a foto do seu famoso preferido, aquele sonho de consumo, aquela letra de música e colar na agenda! Mas, gente, eu tinha a maior pena de estragar as minhas revistas.Como na época eu fazia estágio em uma empresa pública, o que passei a fazer? Tirar cópias e cópias e cópias das minhas páginas favoritas da revista, colorir com lápis de cor e personalizar minhas agendas... O que me rendeu agendas que nunca fechavam, nem com elástico, nem com nada. Uma delas era TÃO decorada que não tinha como escrever qualquer coisa nela, todos os dias estavam ocupados. E pouco importava se a agenda era do ano em curso ou não: o legal era a decoração da agenda.

Deu saudade, agora, de fazer agenda de novo. Acho que vou aproveitar a minha deste ano e voltar com o hábito...

7 comments:

Di said...

Eu tb lia capricho! Passemos vergonha juntas então!! hehehehe

Mas eu tb num gostava de picotar minhas revistas não. Até que um dia eu fiquei louca, enjoei das paredes brancas do meu quarto e comecei a colar as páginas que eu achava mais bonitas como se fosse um papel de parede... meu pai adorou, sabe... hehehehe

Lari e Dé said...

Adorei teu blog!!
Comecei a ler capricho em 1995 (eu tinha 9 na época, mas irmã tinha 15 e assinava...)
gente, era bem legal...
depois, com uns 13... eu ganhei a assinatura e assinei até uns 15, depois ficou muito teen, e eu já era muito adulta, né... hahaha

mas acho que era bem melhor que hoje em dia... engraçado que NAQUELA época, acho que se falava bem mais em sexo, aids, namorados dormindo juntos, etc...
eu achava tudo muito adulto... depois comecei a achar ridiculamente criança...

e agenda era um vício, né... eu fazia até na faculdade! rsrsrs

PS: adorei o teu canto! bjo!

Natália said...

Nossa, eu tbm super lia Atrevida e Capricho! Aliás, QUE ADOLESCENTE que nao lia, aos seus 13 anos?! Todas as minhas amigas liam tb, rs!

E as agendas daquela época eram assim mesmo! Hoje vejo pela minha prima, de 15, q elas não têm mais esse costume! Acredita?! estranho, né?

Cristiano said...

Nunca entendi agenda de menina...
tinha umas que botavam ateh o bobom que tinham comido...

Agenda de menina a avó da rede social... :P

Ju said...

hahaha Adorei seu post!!! Eu lia mais Querida. Só passei a ler Capricho mais tarde, lá pros meus 16 anos. Hora que a maioria já não estava lendo tanto...rsrsrs

E eu também "fazia" agenda. Mas eu não tinha pena das revistas não. Teve um ano que eu fiz a capa. Tenho até hoje!!! Eu joguei todas as agendas fora, mas essa capa fiquei com peninha de jogar fora... tá aqui ainda!

Mas você tinha disposição mesmo hein? Porque colorir, eu não ia ter paciência não...rs

Beijinhos e bom fim de semana!

Ju said...

agora que eu li o seu recadinho aqui em cima... "Não leu, mas A.M.O.U. e pediu pra seguir só pra ganhar seguidores e encher seu blog rosa-Restart de figurinhas? VSF!!!"

#EuRiMuito

huahahuahuahuauahauha, boa!

Eve said...

Eu lia Capricho e fazia agendas.

Essas agendas me ferravam muito, porque eu nunca tive o dom de escondê-las de madrastas malvadas que liam e me entregavam para o meu pai.

¬¬