26 July 2012

UPDATE! Meninas e Menino:

Então que o post de ontem rendeu muuuuito! Eu li todos os comentários e, pra minha felicidade, todo mundo entendeu o que eu passo! Love you soooo much, babies!

Enfim. Como as meninas foram mega-fofas comigo, acho que nada mais justo do que respondê-las "pessoalmente", né? Então, aí vai...

Fulana: já tentei racionalizar a questão, o caso é que só quando vejo fotos, é que vejo o tamanho (literalmente falando) do estrago! É uma pucalia.

Geíza: resumo todo o seu comentário em "Love you too, babe!" - afinal, vc VIU o tamanho do estrago, hahahahahaha. E, SIM, tenho inveja do corpaço da sua irmã - diz pra ela que eu tinha emprestado só por um período, agora tou precisando dele pra trabalhar, hahahahahaha. Gente, a irmã da Geíza é MOLTO GATA, vcs não têm noção!

Gisa: ainda bem que li teu blog, finalmente pude olhar o problema comigo... Agora preciso tentar parar com essa pucalia de olhar no espelho e achar que tá tudo bem, quando O MUNDO me diz e me mostra que não! E aliás... eu bem que gostaria de estar só "uns quilinhos" acima do peso. É aquela coisa: saber, racionalmente, que eu estou MUITO acima do peso, eu sei. A tristeza é que entre o SABER e o VISUALIZAR isso, tá ficando difícil! Quer saber qual é a contradição? Mesmo quando eu fazia academia, estava gata (segundo olhares de gente que eu nem conhecia) - MAS NÃO ME VIA LINDA DE MORRER! Eu falo isso pro Fá e ficamos os dois tentando entender como é que alguém consegue ouvir que está linda e simplesmente não acreditar! Achar que o outro tá mentindo, falando isso pq quer agradar ou por crueldade! Mas vai entender a cabeça de alguém que quer pq quer pedido de casamento em rede nacional e, quando era criança, achava a Gretchen e a Elke Maravilha ícones de beleza...

Naty: não tinha como não nos identificarmos... mesma profissão, mesma visão... Você é uma das minhas irmãs gêmeas virtuais, hahahahaha (Luana e Geíza, vcs são irmãs gêmulas no topo da lista - coraçãozinho com a mão pra vcs). E, acredite/pasme, a pessoa do comentário do outro post TAMBÉM é advogada...

Cris: pois olha que, de saúde, nem tou tão mal quanto poderia estar (tirando meus joelhos bichados, mas isso é desde quando eu pesava 48, 50kg e tinha 13, 14 anos). E o pior, eu me olho no espelho, sim - essa é a pergunta mais recorrente que me fazem! Só que, INFELIZMENTE, eu NÃO VEJO essa maldita "engorda"!

Ó só: não tenho como demonstrar pra todas vcs (e pra quem leu, mas não quis comentar), como me senti com todo esse carinho... Aliás, tenho sim:

Coraçãozinho com as mãos pra vcs!

2 comments:

Natália said...

Realmente, não tem como a gente não se identificar #)

E.. ADVOGADA? Ah, velho, na boa?! Não sei como são as coisas onde ela mora mas, por aqui, ela nunca trabalharia em escritório bom (leia-se: nunca vai ganhar mais q 3k).. e nunca, nunca, jamais, chegaria a associada.

Não importa o currículo. Tô me formando por uma universidade pública razoavelmente conceituada e sei muito bem que meu currículo importa tanto quanto minha boa aparência... É até uma das razões pelas quais escolhi a área pública, ao invés de advogar. Enfim... cada qual com seus problemas.

Gisa said...

Ai fia, acho que nòs (eu e vc) somos assim mesmo. Quando eu tinha uns 23 anos todo mundo dizia que eu era linda, eu eu tinha raiva disso, às vezes achava tambem que as pessoas estavam sendo crueis. Hoje vejo minhas fotos e vejo que eu era bonita sim, mas na epoca nao achava. Eh horrivel sò ter auto-estima no passado! rsrs