24 January 2013

Já Contei que Leio Playboy?

Sim, eu li e leria de novo...
Então que eu não lembro se já contei pra vcs que leio Playboy. Mas, tipo assim, LEIO MESMO, as matérias. Tá, eu olho as fotos também. Olho e acho algumas bonitas, tento ver onde usaram Photoshop, admiro mesmo.

Aí que esta semana, estava eu comentando com um colega do escritório (conto com detalhes do escritório mais adiante) que quase morri de vergonha quando precisei dar pause no aparelho que meu irmão Au-Au me emprestou * gentilmente *, e o descanso de tela é uma enorme bunda de fora. Tá, tudo bem, é uma bonita bunda, sem celulite. Mas é uma bunda de mulher, gente! Fui dar pausa na música, apertei o botãozinho e... BUM! Me aparece a bunda lá.E o chefe olha. E eu fico vermelha. E o chefe "pow, aí sim gostei de ver" meu chefe é mais novo que eu.

Aí, mencionei com esse colega (que chamarei de Tiozinho) que tinha no aparelho do meu irmão várias fotos da Playboy, hahahahahaha, que ia mostrar as fotos pra ele mas não podia ser no escritório, hahahahahaa, que tinha passado vergonha por conta disso, hahahahahaha, e que eu lia Playboy também. Pronto, Tiozinho me arregala um zolhão desse tamanho, pareceu que eu tinha dito que, sei lá, ia tirar a roupa na frente dele.

Acho absurda essa idéia que as pessoas têm de que mulher não pode ler Playboy ou olhar as fotos da mulherada "ao natural", sem ter intenções lésbicas, ou pra falar mal da bunda que nem caída é, que ódio da moça que estrela a capa do mês. Por que diachos eu não posso me interessar em ler a entrevista que o João Gordo, o Supla ou o Bolsonaro deram pra revista? Por que, Deus mio, eu não posso querer olhar a receita de bebida que eles garantiram que conquista a mulherada? Por que, amigos, eu não posso querer olhar as fotos da mulherada, pra ver se elas estão bonitas ou não? Por que só é válido eu achar que as mulheres têm corpão se estiverem, NO MÁXIMO, usando um biquíni ou uma lingerie sexy? Não é um tanto de preconceito?

Assim eu posso achar que ela tem corpão?
Au-Au também lê a NOVA Cosmopolitan. Revista dirigida muito mais para o público feminino do que pro masculino, concordam? Se vcs encontrarem um homem lendo Nova, não vão achar que ele tem interesses viadísticos na revista: vão achar que ele é super sensível e quer estar interado com o universo feminino, ou então que ele é muito macho e quer olhar as fotos da mulherada. Agora, se euzinha resolvo olhar a foto na Playboy, eu tenho interesses lésbicos na moça da capa?

Eu posso ler Playboy sossegada? Sem me preocupar com os pensamentos "Mmmmmmmmm, ela lê Playboy... Mmmmmmmmm, ela gosta de ver mulher pelada...MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM, SERÁ QUE CONVENÇO ELA A IR PRA CAMA COMIGO E UMA AMIGA?" - e, gente, olha que na hora que falei pro Tiozinho que eu gostava de ler Playboy, senti todos esses pensamentos surgindo. Aí, Tiozinho é comprometido, pensou "opa! Nem rola sacanagem com ela! Tenho dona!". Pelamor, né? Ademais, só curto ir pra cama acompanhada do meu pijama, da minha camisola, e do Fá. Falei que sou Fássexual, e continuo afirmando isso! Mas não vejo nada demais em olhar fotografias bonitas de moças bonitas, estejam elas vestidas ou não. A foto é bonita? Tá no contexto? Valeu, olhei, achei bonito, tchau. Segue pra entrevista do Supla.

Mais alguém aí sente preconceito com isso?

2 comments:

Ge Bolognani said...

Nada contra a pb ... leio tudo que me cai nas mãos, e a tem sempre entrevistas interessantes. Homem é bicho bobo msm, qual o problema? Preconceito? talvez com a nova, acho um tédiooooooooooo: sempre as msm matérias, tudo igual, ano após ano.
não odeie o bb delas, é tudo photoshopado sim, no stress. só se engana quem quer...
que bom que vc voltou a escrever!!!!! estava sentindo falta
beijocas

Fulana said...

meu pai tinha mania de assinar playboy durante algum tempo, aí meu irmãozinho começou a sumir com elas. fomos descobrir que ele vendia pros meninos mais velhos e tirava uma graninha. kkkkkk
embora eu concorde que a revista se preocupe com uma pauta, editorial e conteudos diversos, ainda assim, não é o tipo de revista que leria, não me identifico com a linha editorial e reportagens de moda pra homens de sucesso usando bolsinhas da mont blanc.
além disso, acho que embora a revista cuide da qualidade gráfica e etc, acho uma degeneração humana poder comprar a moça numa banca, e que os ensaios são feitos muito mais numa perspectiva de servir ao homem (ou mulher) para sentir-se excitado do que para a contemplação artística de um nu. acho que a nudez é totalmente válida em ensaios fotográficos, podem ser belos, podem ser de qualidade, mas o da playboy não o é. assim como as novelas da globo têm fotografia e qualidade gráfica impressionantes com conteúdo horroroso, a playboy tem uma qualidade gráfica maior, mas na minha opinião, tem conteúdo machista, com forte caráter de ditadura do corpo convencionado bonito (o magro) e degradante. espero o dia em que as pessoas se libertem desse tipo de entretenimento...