22 September 2012

É a Tristeza Tirando a Inspiração

Então que tá difícil de escrever aqui, pois como o Fá contou, "aqui em casa ninguém sente tédio", de tanta coisa que acontece. O problema é que, infelizmente, isso acaba magoando duas das pessoas que eu mais amo neste mundo: meus pais. Tantas coisas aconteceram (e pelo visto vão continuar acontecendo), que não sei como não explodi ainda.

Se tem uma coisa que eu não recomendo pra quem está sofrendo por tabela, é ficar engolindo o sentimento. Desabafar é sempre útil, necessário e bom. Porque, vou te contar, xuxuzada... Se eu tivesse a chance de desabafar com alguém (não só escrevendo, com a pessoa ouvindo, mesmo), acho que seria a melhor coisa do mundo. Senti falta de ter minhas amigas, pra me abraçarem, tomarem conta de mim, dizer que tudo vai passar, me dar um pouco de chocolate (ou coca cola), e me ajudarem a xingar a pessoa em questão.

Não é a mesma coisa que o Fá me dar colo, me ouvir e fazer cafuné. Pq vai chegar um momento, em que ele vai virar pra mim e falar "amor, pare de sofrer por outra pessoa que não merece", e a impressão que me dá é que ele, por mais que me ame e que esteja certo e queira o melhor pra mim, na realidade quer que eu pare de sentir o que sinto naquele momento. E isso não acontece.

Sabem aquele momento bem "Sex And The City"? O momento das meninas? Em que uma delas chama a outra, e é convocado o grupo de amigas, e aquela que está sofrendo recebe colo? Era disso que eu estava precisando agora. Quatro amigas, no meu quarto, me abraçando, ajudando a xingar a pessoa de "desleal, a ingratidão em pessoa, fdp, falsidade personificada..." e me dando colo e bebida (não necessariamente alcóolica) e comendo pizza comigo, até eu parar de chorar.

Eu queria fazer isso pela minha mãe, sério. Se alguém me falasse hoje "olha só, a gente pode tirar toda a dor, mágoa, tristeza e sentimentos ruins que ela está sentindo, mas vai te custar o braço - e o seu cabelo raspado", eu juro que aceitaria na hora, sem pestanejar. Não há o que eu não fizesse pra melhorar as coisas.

Queria muito chorar e gritar e xingar à vontade. Mas não dá. Só posso cantar a musiquinha que a Lu me mandou esta semana:


Sim, Lu, é por conta daquilo que conversamos. Por causa daquela pessoa. Por causa do que ela fez alguém fazer. Eu estou tentando cantar essa musiquinha tantas vezes, e mesmo assim a dor não passa; não resolve; não alivia... Eu penso "VAI SER MALDITO, MORRA SER MALDITO" e não adianta! Grito mentalmente isso umas, sei lá, mil vezes por segundo, e não alivia!

Queria meu trio de amigas aqui.

5 comments:

Inaie said...

queria poder te abraçar. e te dar chocolate.

Cambaxirra said...

Aiii, vontade enorme de ir aí, levar uma pizza com coca cola e deixar você falar "morra ser maldito" quanto você quiser. Te entendo, é ruim quando a gente sofre por tabela e não pode fazer nada. Nem ajudar, nem fazer a dor parar...

Luana said...

Quando você quiser, sabe que eu apareço em algum msn/facebook da vida, ne?
Da proxima vez que for cantar a musiquinha pensa tambem em voe dando uma voadora na cara "do maldito", te juro que ajuda um pouco!
E eh aquilo... podem pisar nos meus calos, mas nos calos dos meus pais? Ahhh nao... isso nao! se voce quer ganhar um inimigo, eh so afetar meus pais (meu pai lindo ja morreu, voce sabe, mas ainda vale!)

Se precisar, tamozai! inclusive pra dar voadora na cara das pessoas...

Geíza Bolognani said...

É para quebrar os dois braços e as duas pernas de quem mesmo, amiguxa?
Tô dentro.
Depois a gente divide um chocolate com coca cola, rs.

Natália T. said...

Não entendi muito bem a história.. mas entendo super como é ver a mãe sofrer.. e ficar puta com isso, sofrer junto com ela.. Passo mto isso com minha mãe e minha vovó..

Acho que desabafar é fundamental mas, infelizmnte, mtas vezes nossos namorados não sabem MESMO ser um bom ombro amigo. Eles são sempre mto objetivos e só querem que a gente esqueça tudo logo, fique bem logo.. e.. é como vc disse: mtas vezes, simplesmente não dá.

Adooooooooro Adorável Psicose.. morro de rir..

E.. oh.. qlqr coisa.. se tiver gtalk, me add aí: esquizofrenagem@gmail.com e pode desabafar cmg!

Bjo