24 April 2005

Parada e só olhando...

Hoje de manhã eu tinha vários assuntos para postar aqui: sobre cds, sobre filmes, sobre a importância dos amigos na vida, sobre a sociedade, falar do blog do meu amigo-irmão, sobre família... E agora que estou na frente do micro, não me vem na cabeça um único assunto minimamente inteligente e interessante. É aquela situação já falei antes aqui... Mas desta vez, não é por uma eventual fuga das idéias que não estou escrevendo. É justamente porque estou com a cabeça fervilhando de tantas hipóteses, uma mais maluca do que a outra, sb... é, sobre a minha vida amorosa.
Isso não é uma coisa que eu devesse me preocupar tanto, afinal. QUE vida amorosa? Amor? O que é amor? Que tipo de amor é esse que eu tanto procuro e nunca acho? Quando, finalmente, achei que as coisas iam se encaminhar, meu instinto matador me atropela e... acho que pus tudo a perder.
Já ouvi dizer que a amizade é a base inicial para o amor, e que o amor é a evolução natural da amizade. Engraçado. Pode ser mesmo, se considerarmos o amor "stricto sensu": afinal, quando vc vira amigo de alguém, começa aos pouquinhos a amar esse alguém. E não estou falando no sentido carnal, não. É aquela coisa de sentimento, de querer cuidar, de querer que a pessoa se dê bem, cresça, evolua... E, em relação a todos os meus amigos, eu sinto isso. A. (feminino), A. (masculino e em Floripa), Karinassa, K.(masculino), J. (masculino), A.(feminino), A.(feminino), A. (masculino), S. (masculino), M. (feminino)... A todos quero tanto, mas tanto bem, que é impossível dissociar o amor do que sinto por eles.
O meu problema é quando, mesmo tendo um grande sentimento por todos eles, em relação a uma letrinha em especial, volta e meia me balança. E sabe porque? Pq justamente essa letrinha do alfabeto tem um jeito não tão amigo assim. E o jeito que eu sei que é mais fácil de me fazer pensar "não, esse é amigo!" é justamente ter ATITUDES de amigo.
Atitudes de amigo: marcar presença. Aparecer quando menos se espera apenas bater papo. Querer estar junto, mesmo sabendo que vamos ficar um bom tempo sem falar nada - e achar que foi a melhor coisa do mundo. Saber da minha vida, coisas que mais ninguém sabe. Poder me falar diretamente, sem rodeios, algo que está incomodando, sabendo que a amizade não vai acabar por conta disso... E por aí vai.
Por isso, mesmo sabendo que esse meu amigo talvez nunca leia este texto, quero dizer "ACORDA! SE QUER MANTER A AMIZADE, FAÇA COM QUE ELA EXISTA!"
Amigo é coisa pra gente ter por perto sempre que a gente precisar - mesmo que a gente pense que não está precisando. Amigo do sexo oposto não é uma coisa tão complicada assim. Basta vc ter o olhar certo. Amigo que é amigo, mesmo, não fica, não dá beijo na boca, não aceita brincadeiras que o outro propõe que podem pôr a amizade em risco - mesmo que tb ache q vai ser divertido brincar.
Amigo que é amigo sabe do que o outro gosta. Sabe os horários. Sabe da vida. Tem sensibilidade até para falar das coisas mais doloridas para o outro. E tem certeza de que a amizade não vai acabar por conta disso...

1 comment:

Karinassa said...

Gra, valeu pela consideração. Também dexsejo tudo de melhor para você.

E se liga, filha! Amizade colorida é o melhor tipo de relação que existe! O mais evoluído também.